Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Professores do Recife ignoram decisão judicial e entram em greve

9 de março de 2016

Mesmo após o desembargador Marco Maggi, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), decretar ilegalidade da greve dos professores das escolas municipais do Recife, a categoria decidiu por manter a paralisação, deflagrada nesta terça-feira (8).

De acordo com a assessoria do Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere), a categoria vai entrar com um recurso para cancelar a liminar, que prevê multa diária de R$ 30 mil em caso de paralisação.

Além disso, será feita uma denúncia à Organização Nacional de Trabalho (OIT) contra a Prefeitura do Recife.

Em vídeo, o Simpere divulga o calendário da paralisação da categoria. Nesta quarta (9), os professores vão percorres as escolas da cidade. Na quinta (10), irão sem juntar à paralisação geral dos servidores do Recife. Uma nova assembleia para decidir os rumos da greve está prevista para a sexta (11).

Na última sexta (4), a Prefeitura do Recife apresentou uma proposta de reajuste de 11,36% para os professores com nível médio, deixando os demais profissionais sem aumento salarial. A categoria avaliou que essa proposta é afronta, pois a proposta contrariara a lei do piso e ainda destrói o PCCR (Plano de Cargos e Carreias e Remuneração). Eles exigem que reajuste seja para todos os docentes.

Em nota divulgada nas redes sociais do Simpere, os professores mostram a indignação a respeito da decisão judicial e afirmam que “ilegal é a proposta do prefeito”. “Nossa luta por direito não pode ser legal! A arbitrariedade de Geraldo Júlio e seus asseclas não vai diminuir a força da nossa mobilização e seus rumos decididos de forma coletiva.”

Fonte: Blog de Jamildo

Mais Notícias da Fenafisco