Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Pelo Ibope, dá Paulo e João Paulo

2 de outubro de 2014

O instituto de pesquisa Ibope divulgou ontem, através da TV Globo, os dados recolhidos em Pernambuco, entre 28 e 30 de setembro. Pela pesquisa, Paulo Câmara (PSB) segue na dianteira, com 42% das intenções de voto, enquanto Armando Monteiro (PTB), seu principal adversário, tem 34%. Já os candidatos ao Senado João Paulo (PT) e Fernando Bezerra Coelho (PSB) atingiram, respectivamente, 36 e 30 pontos percentuais.

O Ibope também detectou as intenções de voto à Presidência, no âmbito de Pernambuco: no Estado, Dilma Rousseff (PT) lidera com 43%, seguida por Marina Silva (PSB), com 36%. O mineiro Aécio Neves (PSDB) não empolga os pernambucanos, atingindo apenas 4% dos eleitores locais.

Avaliando-se a evolução dos dados obtidos pelo Ibope (a pesquisa de ontem é a quinta realizada na região, desde o fim de julho), consolida-se a inversão das intenções de voto. Paulo iniciou a campanha com 11 pontos, e assumiu a liderança no período que coincidiu com a tragédia aérea envolvendo o ex-governador Eduardo Campos e sua equipe. Já Armando, que no começo tinha 43% dos votos, caiu quase dez pontos e estabilizou-se, desde meados de setembro. Nesta última pesquisa, 13% não quiseram ou não souberam responder, e 9% declararam que vão votar em branco ou nulo.

Numa simulação de segundo turno (improvável, dada a diferença entre o segundo colocado no ranking e Zé Gomes, do PSOL, que obteve apenas um ponto percentual), Paulo Câmara vence com 43 pontos, contra 34 de Armando.

O levantamento mediu, também, o índice de rejeição dos candidatos. Neste quesito, venceu o candidato do PCO, Pantaleão, em quem 28% dos eleitores "não votariam de jeito nenhum". Na sequência, vêm Zé Gomes (PSOL) e Jair Pedro (PSTU), ambos com 24%, Miguel Anacleto (PCB), com 23%, Armando Monteiro, com 21%, e Paulo Câmara, com 16%.

Já em relação ao governo de João Lyra (PSB), a pesquisa detectou que 4% julgam-no "ótimo", 21% "bom", 38% "regular", 5% "ruim" e 6%, "péssimo".

Encomendada pela Rede Globo, a pesquisa ouviu 2.002 eleitores em 81 municípios de todo o Estado. Tem margem de erro de dois pontos percentuais e nível de confiança de 95%.

Fonte: Jornal do Commercio

Mais Notícias da Fenafisco