Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

O que fazer com a restituição do Imposto de Renda

8 de julho de 2015

A Receita Federal libera hoje a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda 2015. Nele, cerca de 1,5 milhão de contribuintes serão contemplados, totalizando mais de R$ 2,3 bilhões em depósitos, que serão realizados no próximo dia 15. Para quem tem dívidas a pagar, o ideal é aproveitar o dinheiro extra para quitá-las de uma vez. Neste caso, a prioridade é pagar os débitos com maior taxa de juros, como o cartão de crédito e o cheque especial. Quem não está nessa situação pode usar o dinheiro para investimentos, fazendo a “grana” render e garantindo uma reserva para o futuro.

O professor de economia da Faculdade Boa Viagem Antônio Pessoa indica fundos de renda fixa como um bom investimento, mas somente quando o contribuinte estiver disposto a deixar o valor parado por, em média, dois anos. “Nesse caso, é preciso buscar uma aplicação com baixa taxa de administração, para não prejudicar a rentabilidade.” Títulos do Tesouro Direto são boas opções, pois o investimento pode ser diretamente pela internet (www.tesouro.fazenda.gov.br) e rendem, em média, 9% ao ano. 

Apostar na previdência privada também é válido, mas para aqueles que ainda não têm uma apólice. “Muitas vezes, as pessoas esperam um valor mais alto em mãos para iniciar a previdência privada. Esse é o momento.”
Já Roberto Ferreira, professor de economia da Faculdade dos Guararapes, indica também as Letras de Crédito do Agronegócio. Com a alta da taxa Selic, elas tendem a ter uma maior rentabilidade. “As Letras de Crédito Imobiliário são opções menos favoráveis no atual cenário, uma vez que o mercado imobiliário está um pouco estagnado.” Os papéis são emitidos por bancos, são isentos de IR e não costumam ter liquidez diária, não sendo indicados para reservas de emergência ou aplicações de curto prazo. “Para quem não tem nenhuma reserva, a melhor opção continua sendo a poupança, onde você tem acesso ao dinheiro imediatamente”.

Fonte: Diario de Pernambuco

Mais Notícias da Fenafisco