Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Golden desligará seus 1.800 médicos

A Golden Cross confirmou ontem através de nota à imprensa que vai descredenciar em Pernambuco os 1.800 médicos associados à Federação das Cooperativas Médicas (Fecem). A operadora alega que vai optar pela contratação direta dos profissionais de saúde, sem a intermediação das cooperativas. A Fecem aguarda a formalização da quebra dos contratos com as 53 especialidades médicas para avaliar a possibilidade de tomar alguma medida legal. A operadora atende 12 mil usuários no estado. A Associação de Defesa dos Usuários de Planos de Saúde (Aduseps) confirmou que vai entrar com uma ação civil pública contra a Golden.

  Marta Lins, coordenadora jurídica da Aduseps alega que os usuários serão prejudicados com a decisão da Golden Cross. “A operadora não tem condições de montar uma rede assistencial em trinta dias”, alega. A maior preocupação da Aduseps é com os usuários que estão em tratamento e terão que mudar de médico. Segundo Marta, o plano de saúde terá que comprovar também se têm condições de oferecer as mesmas condições assistenciais.

  Carlos Japhé, diretor da Fecem e presidente da Cooperativa dos Cardiologistas, disse que a Golden Cross ainda não formalizou o rompimento dos contratos com o grupo de médicos cooperados. “Assim que houver a formalização vamos reunir as categorias médicas para ver qual a medida adotar”. Segundo ele, a Golden tem o prazo até a próxima segunda-feira para informar ao Ministério Público Estadual a nova rede assistencial.

  A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou, através da assessoria de imprensa, que as operadoras não precisam informar à agência reguladora o descredenciamento dos médicos. Ao mesmo tempo, a lei dos planos de saúde (Lei nº 9656) obriga as empresas deixarem os usuários com as mesmas condições de atendimento nos casos de descredenciamento dos serviços. Se o usuário se sentir lesado com a falta de especialidades médicas poderá se queixar à ANS, através do 0800-701956, ou no Núcleo de Fiscalização Regional.

  Na nota distribuida com a imprensa, a Golden Cross informou que essa movimentação está integralmente alinhada com as normas estabelecidas pela ANS, e que os direitos de todos os associados serão integralmente preservados. “A relação direta entre operadoras de planos de saúde e médicos é regra no mercado nacional sendo a única exceção a atual intermediação da Fecem de Pernambuco”, conclui.

Mais Notícias da Fenafisco