Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Salário será pago até o quarto dia útil

Os servidores públicos estaduais vão receber o salário do mês de fevereiro até o quarto dia útil de março. A medida vem atender a uma reivindicação antiga do funcionalismo estadual, que sempre solicitou o pagamento até o quinto dia útil do mês subseqüente. A tabela, divulgada ontem pela Secretaria de Administração e Reforma do Estado de Pernambuco (Sare), começa no dia 23 de fevereiro e se estende até 6 de março. Os servidores inativos das Secretarias estão programados para receber seus proventos antes do Carnaval, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Os aposentados das fundações e das autarquias serão pagos no dia 1º de março, já na quarta-feira de cinzas. Os servidores públicos ativos, por sua vez, receberão os salários nos dias 2, 3 e 6 de março. Os trabalhadores ativos da Secretaria da Educação vão poder sacar os vencimentos na quinta-feira, 2 de março. O valor bruto da folha de pagamento é de R$ 235 milhões, para um total de 184 mil contracheques.

A tabela de pagamento dos funcionários do governo do Estado normalmente se estende até o dia 10 ou 11 do mês subseqüente.

MELHORA DE CAIXA – O governo do Estado tem dado sucessivas demonstrações de melhora de caixa. No ano passado, antecipou o pagamento do 13º salário integral para o mês de novembro, agora antecipa a folha de fevereiro e já informou que anunciará o reajuste salarial para o funcionalismo público no próximo dia 6.

“É uma notícia boa, positiva. Mas é importante que esse calendário seja mantido. Não adianta de nada se, no mês seguinte, o pagamento voltar para o dia 11”, ressalta Renilson Oliveira, coordenador-geral do Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Estado de Pernambuco (Sindserpe).

Na avaliação do sindicalista, o anúncio não deixa de ter uma conotação política. “O governador Jarbas Vasconcelos vai sair do governo do Estado. A de fevereiro será uma de suas últimas folhas de pagamento”. Apesar de considerar um avanço, Oliveira ressalta que o governo poderia ter aproveitado a melhora do fluxo de caixa para anunciar o calendário de todo o primeiro semestre de 2006 ou pelo menos pagar todos os servidores antes do Carnaval.

Mais Notícias da Fenafisco