Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Receita bate novo recorde de arrecadação em janeiro

21 de fevereiro de 2006

BRASÍLIA – O governo bateu mais um recorde para a arrecadação de impostos federais, embora em um ritmo de expansão menor. Segundo dados divulgados ontem pela Receita Federal, no mês passado ingressaram nos cofres públicos R$ 33,87 bilhões, o maior volume arrecadado em um mês de janeiro. O resultado representou um crescimento real (acima da inflação) de 0,93% sobre janeiro de 2005. A arrecadação só não foi maior porque a mudança na sistemática de cobrança do imposto de renda retido na fonte (IRPF), adotada pela MP do Bem, afetou o recolhido do IR sobre o salário dos trabalhadores.

O secretário da Receita Federal, Ricardo Pinheiro, considera que os bons níveis da atividade econômica e a maior eficiência do Fisco no combate à sonegação foram os principais fatores para o comportamento da arrecadação de tributos no mês passado.

O IRPF sobre remessas ao exterior aumentou 53,27%, reforçando o caixa do governo. A recuperação de débitos atrasados de instituições financeiras também contribuiu com uma arrecadação de R$ 185 milhões do imposto de renda das empresas (IRPJ), e R$ 87 milhões da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). A Receita Federal atestou ainda o bom desempenho no recolhimento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), principalmente pelo setor de bebidas, atingindo uma alta de 21,25% acima da inflação.

A arrecadação das contribuições previdenciárias, também divulgada ontem, somou R$ 9,84 bilhões em janeiro, um crescimento real de 9,37% em relação a igual mês de 2005. O recolhimento do setor aumentou 22,72% , resultado de novas contratações no mercado de trabalho.

Considerando-se as contribuições para previdência e os impostos federais, a arrecadação total no mês passado foi de R$ 43,71 bilhões ao caixa do governo federal.

Fonte: Jornal do Commercio

Mais Notícias da Fenafisco