Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Instituto Cultural Bandepe manterá atividades normais

23 de março de 2006

 

O Instituto Cultural Bandepe vai continuar com suas atividades, independentemente conclusão da fusão entre Bandepe e Banco Real com o desaparecimento da marca Bandepe. Segundo Carlos Trevi, diretor do instituto, ainda não se definiu sobre mudança do nome também da entidade cultural.

Até o momento, a informação que temos é que continua tudo igual. Não existe, ainda, sinalização sobre mudança deste nome”, afirmou Trevi. Segundo ele, caso a entidade financeira demande a mudança do nome também do instituto, terá que ser desenvolvida nova marca e projeto. “O Banco Real não tem instituto cultural em São Paulo, o único que possui é aqui. Se essa mudança acontecer, Pernambuco vai ser o pioneiro desse projeto”, acredita. No caso das agências Bandepe, a expectativa é que, no final de abril, o Banco Real incorpore a marca, segundo o Sindicato dos Bancários de Pernambuco. Atualmente, o banco ABN Amro possui em Pernambuco 66 agências do Bandepe e 13 agências do Banco Real – com cerca de mil funcionários. O sindicato teme que a incorporação represente perda de direitos trabalhistas dos 350 funcionários remanescentes do Bandepe.

Segundo Trevi, uma série de ações estão sendo tomadas em relação ao instituto, incluindo recursos para o melhoramento da sua estrutura física. “Vamos investir R$ 1,5 milhão para recuperar toda a fachada, reformular o terraço, dar maior conforto para a cobertura e melhorar os equipamentos de iluminação e climatização”, anunciou. Segundo ele, as reformas devem começar a partir de 02 de maio e as atividades culturais só devem ser retomadas em setembro.

Para Trevi, o nome do instituto não influenciará suas atividades, mas ele, pessoalmente, externa uma preferência pela mudança para o Real. “O nome é indiferente. Mas eu defendo que tenha o nome de quem vai patrocinar. Se o Bandepe não existir mais como marca, é sempre meio estranho ficar com o nome dele”, analisa.

O Instituto Cultural Bandepe é dedicado às artes e culturas e funciona no prédio que foi a sede do Bandepe de 1938 até 1970. O local possui duas salas de exposição e um auditório para 40 pessoas. No dia 30 de março, o local abrigará a exposição Pernambuco Moderno, sobre a presença do modernismo entre artistas da região como Cícero Dias, Lula Cardoso Ayres e Vicente do Rêgo Monteiro.

Fonte: Jornal do Commercio

Mais Notícias da Fenafisco