Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

GVT agora é da Telefônica

20 de setembro de 2014

O grupo francês Vivendi anunciou ontem que o conselho da empresa autorizou a venda da filial brasileira GVT para a espanhola Telefônica. A Vivendi havia anunciado, no fim de agosto, o início de negociações exclusivas com a Telefônica, descartando uma oferta da Telecom Italia.

"Ao seguir a opinião favorável das instâncias representativas dos funcionários, o conselho de administração da Vivendi autorizou a assinatura com a Telefônica do acordo definitivo relativo à aquisição da GVT, sua filial brasileira com participação de 100%", afirma um comunicado do grupo.

O acordo definitivo foi assinado na última quinta-feira, segundo a empresa francesa. A Telefônica pagará 4,66 bilhões em dinheiro. "A Vivendi receberá 7,4% do capital da Telefônica Brasil, que tinha valor na Bolsa de 2,02 bilhões de euros em 18 de setembro, e 5,7% do capital da Telecom Italia, cujo valor na Bolsa era de 1,01 bilhão em 18 de setembro", destaca o comunicado. A operação deve ser concluída durante o primeiro semestre de 2015.

Depois do anúncio, a ação da Telefônica Brasil caiu 0,76%, para R$ 50,91. As ações da Vivendi caíram 0,10%, enquanto os papéis da da Telefônica subiram 0,90%, na Bolsa de Madri, contribuindo para a alta de 0,10% do Ibex-35, que fechou aos 11 001,90 pontos.

Em meio à movimentação financeira entre as empresas de telefonia e banda larga, a Telecom Italia afirmou à sua controlada brasileira TIM Participações que não há nenhuma discussão em curso para uma oferta de compra da rival Oi, informou a TIM.

A negativa ocorreu após rumores de que o grupo italiano poderia estar trabalhando para fazer uma oferta pela Oi, que atualmente atravessa processo de fusão com a Portugal Telecom e que tinha afirmado, no fim de agosto, que havia contratado o BTG Pactual para uma oferta pela TIM.

"Não há nenhuma discussão em curso envolvendo qualquer transação entre a Telecom Italia e a Oi", afirmou a TIM após questionar a Telecom Italia a respeito. Nesta semana, uma reportagem da Bloomberg News e do jornal italiano Il Sole 24 Ore informaram que, segundo fontes, a Telecom Italia estaria avaliando comprar a Oi para enfrentar a expansão do grupo Telefônica, que controla a Vivo.

Em um possível acordo, a TIM teria acesso à rede de telefonia fixa da Oi para vender serviços de banda larga, depois de perder para a Telefônica tentativa de fusão com a GVT.

Fonte: Jornal do Commercio

Mais Notícias da Fenafisco