Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Gastos com campanha acima dos R$ 9 milhões

7 de agosto de 2014

A primeira prestação parcial de contas divulgada ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que os gastos dos candidatos ao governo e ao Senado em Pernambuco, neste primeiro mês de campanha, ultrapassam os R$ 9 milhões. Valor bem próximo do total declarado pelos que estão em campanha nacional, os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), que foi de R$ 11,5 milhões.

O candidato a governador Paulo Câmara (PSB) declarou que as despesas neste início de campanha foram de R$ 3,5 milhões, enquanto o petebista Armando Monteiro gastou R$ 3,6 milhões. A cifra socialista foi contestada pelo adversário. “Com 20 vezes mais material na rua, como gastaram só isso? Só se eles têm o dom divino da ubiquidade para ter propagandas em vários lugares ao mesmo tempo”, ironizou o coordenador jurídico de Armando, Walber Agra. 

O advogado da Frente Popular, Bruno Brennad, considerou as críticas “fruto do desconhecimento”. “Do mesmo jeito que não tiveram conhecimento necessário para colocar propaganda nas ruas no 1º dia de campanha, também não têm agora de que as despesas podem ser pagas e liquidadas nos meses seguintes, nas prestações seguintes”, rebateu.

O detalhamento dos doadores aponta que Armando Monteiro é seu principal financiador, com cheques próprios que somam R$ 3,6 milhões dos R$ 3,8 milhões arrecadados. Já Paulo Câmara construiu sua receita a partir de doações do Comitê Financeiro e da direção estadual do PSB. No topo do ranking de quem gastou mais entre os candidatos ao Senado está Fernando Bezerra Coelho. A sua prestação aponta um gasto de R$ 1,9 milhão, enquanto seu concorrente João Paulo (PT) informou uma despesa de R$ 6,5 mil. 

Em falta 
Os candidatos ao governo Jair Pedro (PSTU), Pantaleão (PCO) e Miguel Anacleto (PCB) não prestaram contas dos seus gastos, o que, segundo o TSE, “caracteriza grave omissão de informação” e pode impedir que eles fiquem com a certidão de quitação eleitoral, necessária para disputar as eleições. Jair Pedro e Miguel Anacleto informaram que a responsabilidade da prestação estava com terceiros e se mostraram surpresos com o descumprimento. Pantalão alegou problemas técnicos. (Colaborou Sávio Gabriel)

Saiba mais

Prestação de contas 

Candidatos ao governo do estado

Paulo Câmara (PSB)    
Previsão: R$ 19,5 milhões    
Receita: R$ 3.307.298,24 
Gastos: R$ 3.543.671,94

Armando Monteiro Neto (PTB)    
Previsão: R$ 30 milhões    
Receita: R$ 3.822.500    
Gastos: R$ 3.625.760,90

Zé Gomes (PSOL)    
Previsão: R$ 350 mil        
Receita: R$ 7.400,00    
Gastos: R$ 7.265,45

Pantaleão (PCO)    
Previsão: R$ 25 mil    
Não declarou receita e nem gastos

Jair Pedro (PSTU)    
Previsão: R$ 50 mil    
Não declarou receita e nem gastos

Miguel Anacleto (PCO)    
Previsão: R$ 120 mil        
Não declarou receita e nem gastos 

Total previsão: R$ 50,045 milhões 
Gastos total (dos que declararam): R$7.176.832,84

Candidatos ao Senado

Fernando Bezerra Coelho (PSB)    
Previsão: R$ 8,5 milhões 
Receitas: R$ 2.004.300,00
Gastos: R$ 1.974.796,25

João Paulo (PT)    
Previsão: R$ 8,5 milhões    
Receitas: R$ 10.000,00    
Gastos: R$ 6.577,40 

Abenise Pires (PSOL)    
Previsão: R$ 350 mil    
Receitas: R$ 1.500,00 
Gastos: R$ 858,40

Oxis (PCB)    
Previsão: R$ 100 mil    
não declarou receita, nem gastos

Simone Fontana(PSTU)    
Previsão: R$ 30 mil    
não declarou receita, nem gastos 

Total previsão: R$ 17,48 milhões 
Total gastos: R$ 1.982.232,05

Principais candidatos à Presidência

Dilma Rousseff (PT):    
Receitas R$ 9.639.314,71    
Despesas: R$ 86.314,71

Aécio Neves (PSDB):    
Receitas R$ 8.111.110,54    
Despesas: R$ 7. 349.511,39 

Eduardo Campos (PSB):    
Receitas R$ 4.071.121,46    
Despesas: R$ 4.071.121,46

*Fonte: TSE

Fonte: Diario de Pernambuco

Mais Notícias da Fenafisco