Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Fazendários entregam lista de reivindicações

O sindicato dos auditores fiscais de Pernambuco está preparando um documento para ser entregue ao governador eleito e ex-secretário da Fazenda Eduardo Campos (PSB), que contou com forte apoio da categoria durante a campanha. O conjunto de propostas envolve uma mudança no que eles chamam de modelo equivocado de fiscalização, novo concurso e, claro, reajuste salarial que pode chegar a mais de 80%.

A categoria passou mais de 40 dias em greve este ano, começando em fevereiro, e só voltou ao trabalho por força de decisão da Justiça. “No documento vai constar a discussão sobre a estrutura física de trabalho, postos fiscais, mobiliários, fronteiras abertas e os 14 anos sem concurso público que passa a Fazenda. A equipe diminuiu e o pessoal está se aposentando”, reclamou o presidente do Sindifisco, Jorge Luiz do Amaral. O sindicato está em processo eleitoral, mas o atual presidente pede união das duas chapas em torno da pauta de reivindicações. Uma delas prevê a equiparação do salário do auditor fiscal com a de outras carreiras exclusivas do Estado, como promotor do Ministério Público. “Além disso, queremos discutir o modelo de arrecadação, que privilegia as informações prestadas pelos contribuintes à ação do auditor”, afirma.

Segundo ele, no documento não vai haver o pedido para que o cargo de secretário seja ocupado por uma pessoa do quadro da Fazenda, como acontece hoje com a auditora Maria José Briano. “Para quê? Tivemos Maria José Briano no comando, pessoa da casa, e foi uma grande decepção para a categoria. Não importa se o secretário venha de fora. O importante é cumprir a pauta de reivindicações”, afirmou Amaral. A secretária da Fazenda não se pronunciou sobre o assunto. Amaral também prefere não especular sobre quem ocupará o posto de comando da Fazenda. “Soltar nomes agora é pura queimação”, afirmou.

Mais Notícias da Fenafisco