Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Estado reafirma déficit no caixa

12 de abril de 2007

 

Passados quatro meses da nova gestão do governador Eduardo Campos, a guerra de números nas contas do Estado ainda esquenta os ânimos entre oposição e governo.

O secretário da Fazenda, Djalmo Leão, divulgou, ontem, o balanço do terceiro quadrimestre de 2006, na Assembléia Legislativa de Pernambuco, durante uma audiência. Ele comprovou que o governo de Mendonça Filho e Jarbas Vasconcelos deixou um déficit no caixa do Estado, porém esse valor foi menor em 4,66% do que o calculado no início do ano. O novo valor é de R$ 243,2 milhões e não mais os R$ 255,1 milhões como havia dito a equipe de transição de Campos, em janeiro.

A redução, segundo Leão, está relacionada ao cancelamento da compra de vários produtos que entravam nas contas como restos a pagar não-processados. O cálculo de janeiro somava um volume de R$ 78,4 milhões, enquanto que o novo valor cai para R$ 18,7 milhões. O chefe da pasta criticou a utilização de R$ 27,4 milhões, do Sistema Único da Saúde (SUS), no pagamento de despesa da fonte do Tesouro, quando deveriam ter sido aplicados na saúde. 
No balancete, novas dívidas surgiram. A maior delas foi na Secretária de Saúde, no valor de R$ 20,3 milhões, seguida pelo Hospital Oswaldo Cruz, com R$ 7,5 milhões. A Secretaria de Agricultura apresentou um déficit de R$ 1,4 milhão e ainda há para pagar R$ 1 milhão de dívidas do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam).

O Estado está dentro do limite de Responsabilidade Fiscal, mas isto não significa dizer que existe folga para contratação de operações”, disse o secretário Executivo do Tesouro Estadual, Lincoln Santa Cruz. A folga a que se refere é de, aproximadamente, R$ 700 milhões.

Fonte: Folha de Pernambuco

Mais Notícias da Fenafisco