Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Dilma com Lula no Recife e Petrolina

15 de outubro de 2014

Apenas na reta final da campanha, a presidente Dilma Rousseff (PT) virá a Pernambuco acompanhada do ex-presidente Lula. Estão programados para terça-feira (21) atos de campanha com os dois em Petrolina, no Sertão, e no Recife. Uma visita a Goiana, na Mata Norte, ainda está sendo estudada. Apesar da programação já estar articulada, a assessoria do senador Humberto Costa (PT), coordenador da campanha presidencial petista no Estado, informou que a agenda não está fechada. Pernambuco foi o único Estado do Nordeste onde a petista não foi a mais votada – foi superada por Marina Silva. Havia dúvida quanto à vinda de Dilma, por ela precisar de tempo para se preparar para os debates na televisão.

Em Petrolina, Lula e Dilma participarão de um evento organizado pela Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), entidade que congrega movimentos sociais ligados ao semiárido, que pretende reunir 30 mil pessoas de todos os Estados do Nordeste. O movimento programa uma caminhada com Lula e Dilma na ponte que liga Juazeiro a Petrolina. "No final, pode ter uma fala deles em local aberto", disse o presidente da Fetape, Doriel Barros. O ex-presidente esteve na cidade em setembro, com o candidato ao governo Armando Monteiro (PTB), que perdeu as eleições.

Na capital pernambucana, o PT articula uma carreata ou caminhada, diferente do comício que ocorreu em setembro em Brasília Teimosa. Ainda será definido o bairro do ato. "É importante porque buscamos melhorar a votação de Dilma na Região Metropolitana", declarou o vice-presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro. No Recife, a petista teve 26,21% dos votos, contra 63,33% de Marina e 7,29% de Aécio.

Caso Lula e Dilma visitem Goiana, será articulada uma visita à fábrica da Fiat e um comício. "Será uma defesa do desenvolvimento do Nordeste, em contraponto às declarações de Aécio", acrescentou Ribeiro. Recentemente, o candidato do PSDB reclamou da instalação da unidade em Pernambuco, pleiteando a expansão da montadora em Minas Gerais.

CARPINA
Durante evento com trabalhadores rurais em Carpina, ontem, o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse para eles "não se envergonharem quando forem chamados de ladrões" pelos adversários. "Não somos ladrões, somos gente honrada que faz política para mudar", afirmou, ao pedir também para não se impressionarem com "o clima de ódio" da campanha tucana.

Fonte: Jornal do Commercio

Mais Notícias da Fenafisco