Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Celpe muda a conta de luz e facilita pagamento

1 de novembro de 2006

 

A conta de luz dos pernambucanos terá um novo formato a partir da próxima segunda-feira. A fatura será mais colorida, terá mais informações, como o consumo do cliente nos últimos 13 meses e os avisos de débito com a cobrança das contas atrasadas. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) também está oferecendo mais facilidades no pagamento da conta, como a quitação do débito pelo telefone utilizando o cartão Hipercard e o pagamento com o cartão de débito nas agências da Celpe e também na internet. Serão aceitos os cartões de débito dos Bancos do Brasil, Bradesco e Unibanco.

A nossa expectativa é que o pagamento por telefone reduza o número de cortes, porque o tempo para pagar a conta será o da ligação”, contou o superintendente financeiro da Celpe, Luís Jorge Lira. Atualmente, a Celpe realiza 50 mil cortes no fornecimento de luz por mês. Já os avisos de débitos são enviados, mensalmente, para cerca de 1 milhão de clientes.

Com a nova conta, a expectativa da empresa é continuar mandando os avisos das cobranças atrasadas para cerca de 200 mil clientes, porque o restante destes clientes receberá o aviso de débito na nova conta. “Paulatinamente, vamos retirar a carta cobrando as contas vencidas e vamos dizer aos clientes que este aviso está na conta”, explicou o gerente comercial da Celpe, Paulo Araújo.

Quem estiver interessado em pagar a conta pelo telefone utilizando o cartão Hipercard deve ligar para o 0800-81-0120 da Celpe. Quando finalizar a transação, o cliente receberá o número do protocolo que será correspondente ao recibo da autenticação mecânica. A companhia também está analisando a possibilidade de fazer o parcelamento do débito pelo Hipercard.

INOVAÇÃO – A empresa está estudando a possibilidade de entregar a conta na hora da leitura. Isso deve ocorrer no prazo de dois a três anos.

Já a conta de luz pré-paga, na qual o consumidor passa um cartão e tem o seu consumo liberado na hora, vai demorar mais para chegar na casa dos pernambucanos. “Esta tecnologia é cara e a energia é diferente da telefonia”, comentou Paulo Araújo. A distribuidora carioca Light já está comercializando a energia pré-paga. Isso também ocorre em países da Europa, nos Estados Unidos e na África do Sul.

ICMS – Hoje, começa a valer a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) concedida pelo governo do Estado para os consumidores classificados como baixa renda e que apresentam um consumo que varia de 51 quilowatt-hora kWh a 120 kWh. Eles formam um grupo de cerca de 500 mil clientes da Celpe. Para este grupo de clientes, o ICMS saiu de uma alíquota de 25% para 20%.

A mesma medida fez com que os clientes que consomem até 50 kWh ficassem isentos do ICMS desde o dia 9 de outubro. Essa medida beneficiou cerca de 300 mil pessoas.

Fonte: Jornal do Commercio

Mais Notícias da Fenafisco