Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Câmara assediado por líderes nacionais

27 de março de 2015

Lideranças de peso na política nacional vêm assediando o governador e vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara, para agendar reuniões políticas. Depois do ex-presidente Lula (PT), que este ano esteve com o pernambucano em São Paulo a convite do petista, também surgiram pedidos por parte da ex-senadora Marina Silva (PSB) e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O tucano, inclusive, já agendou com o governador pernambucano um encontro para o dia 6 de abril, em São Paulo.

Da pauta deve constar a atual crise econômica, os percalços do governo Dilma Rousseff e os caminhos trilhados pela oposição. Na linha de frente dos partidos opositores ao governo federal, o PSDB busca um “namoro” com o PSB, que optou por assumir uma postura independente em relação à gestão petista. 

Neste cenário, o ex-presidente Lula também acalenta o sonho de ter novamente o PSB como aliado. O maior trunfo dele é a amizade que nutria com o ex-governador Eduardo Campos, padrinho político de Câmara. Tanto que quando o petista revelou o desejo de voltar ao estado, visita inicialmente prevista para este mês e adiada para abril, afirmou que gostaria de conversar com o governador e visitar a ex-primeira-dama Renata Campos. 

A expectativa agora é de que Lula venha a Pernambuco no final do próximo mês para acompanhar a solenidade de inauguração da fábrica da Jeep, do grupo Fiat Crysler, em Goiana. Já o encontro com Marina Silva deverá acontecer depois da Semana Santa. A ex-senadora disputou a eleição presidencial pelo PSB, mas a saída dela do partido deverá acontecer caso ela consiga criar a Rede Sustentabiliade. 

Nos bastidores, o que se comenta é que o assédio ao governador de Pernambuco tem a ver também com a disposição dele de construir uma nova liderança no PSB e buscar dar à gestão em Pernambuco um conceito próprio. Mesmo antes de assumir o mandato, em 1º de janeiro, Câmara fez uma peregrinação pelos ministérios, num misto de apresentação e de conhecimento de projetos ligados ao estado. Depois de assumir o governo, o socialista manteve o mesmo ritmo, conversando com alguns ministros, incluindo o da Casa Civil, Aloisio Mercadante.

Fonte: Diario de Pernambuco

Mais Notícias da Fenafisco