Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Briano processa Frente Popular

 

A secretária da Fazenda, Maria José Briano, acionou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na tentativa de dar um basta no uso de sua imagem pela coligação adversária do governador-candidato Mendonça Filho (PFL), a frente Popular de Pernambuco. No guia de Eduardo Campos (PSB) da última quarta-feira, a apresentadora citou que a secretária aprovou a operação dos precatórios. De acordo com Carlos Neves, advogado representante de Briano, isso não aconteceu. “Ela era contadora na época em que a operação aconteceu. Apenas fez um balancete do que entrou e saiu não cabia a ela aprovar ou desaprovar a operação. Era um trabalho técnico” , esclareceu.

Embora não seja candidata a cargo público, a secretária pode acionar a Justiça Eleitoral já que o veículo usado era o guia e que causa danos a sua imagem. O artigo 16 da resolução 22.261 prevê que terceiros que sintam-se lesados, mesmo não estando na disputa, podem contestar quando lhe são imputados fatos sabidamente inverídicos.

No processo, os advogados da secretária pedem a suspensão da peça onde ela é citada e o direito de resposta de, no mínimo, um minuto. Caso seja concedido, a própria Maria José redigirá um texto com esclarecimentos que deve ir ao ar no formato de texto corrido na tela, sem que a imagem dela apareça. “Essa peça chega a ser caluniosa e difamatória porque duvida da integridade da representante e isso que a motivou a acionar a Justiça”, afirmou Neves.

GUIA

Com uma posição favorável nas pesquisas de intenção de votos, o candidato Eduardo Campos apresentou, ontem, um guia propositivo, sem ataques e com leves críticas ao Governo do Estado, com relação à geração de emprego e qualificação profissional. Enquanto isso seu adversário Mendonça Filho (PFL), que está 28 pontos percentuais atrás do socialista, de acordo com a última pesquisa, trouxe de volta ao guia o tema precatórios.

Logo no início, a apresentadora do guia da União por Pernambuco questiona as respostas de Eduardo à tão repetida pergunta: o que foi feito com o dinheiro dos precatórios? “Eduardo mostrou ontem no guia a quinta versão do que foi feito com o dinheiro (…) Todas dizem que foi para pagar salários, mas os jornais da época mostram salários dos servidores públicos em atraso”, diz, enfatizando que o socialista não respondeu e que a pergunta continua. A União também aproveita o programa para defender a secretária da Fazenda, Maria José Briano, que é sempre citada pelo socialista como a contadora que acatou as contas do Estado, quando Eduardo foi secretário da Fazenda. “José Briano era contadora do Estado e não cabia a ela decidir sobre o uso do dinheiro. Sobre isso só Eduardo pode responder. E como ele já está na quinta versão, cabe perguntar: o que foi feito com o dinheiro dos precatórios?”, ataca.

No final do programa, o senador eleito Jarbas Vasconcelos (PMDB) continua lembrando que encontrou Pernambuco com as finanças quebradas e que a “operação precatórios foi altamente danosa para o Estado”. Jarbas finaliza pedindo ao eleitor que “faça uma reflexão profunda” antes de votar. “Mendonça tem 20 anos de vida pública. É homem sério, competente e de mãos limpas”.

Mais Notícias da Fenafisco