Marca SINDIFISCO Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco

Notícias da Fenafisco

Avança projeto do estaleiro

Na próxima quarta-feira, o presidente Luiz Inácio da Silva estará em Pernambuco para a assinatura do contrato entre a Transpetro, subsidiária da Petrobras, e o consórcio Atlântico Sul, capitaneado pela Camargo Corrêa, que construirá em Suape o maior estaleiro do Brasil. A assinatura é aguardada com ansiedade pelo Atlântico Sul, que só iniciará a construção do estaleiro com o contrato em mãos, uma encomenda de US$ 1,210 bilhão para a construção de dez navios petroleiros do tipo Suezmax (dimensão máxima capaz de passar pelo Canal de Suez). A cerimônia está prevista para ocorrer no terminal aquaviário da Transpetro, no Porto de Suape.

O consórcio investirá US$ 220 milhões numa estrutura com capacidade para produzir navios e plataformas de petróleo. Serão 5 mil empregos diretos gerados, cerca de 60% ocupados por soldadores. “Com contrato assinado, a gente começa a obra imediatamente”, afirmou o vice-presidente do Atlântico Sul, Jorge Vidal Ferraz. Serão 18 meses de obras, mas já a partir do 14º mês será possível processar chapas de aço e iniciar a construção das embarcações. Após a assinatura, o primeiro navio deverá ser entregue em 36 meses. O empreendimento será implantado na Ilha de Tatuoca, em Suape.

A licitação da Transpetro vencida pela Camargo Corrêa integra o chamado Programa de Renovação da Frota, do governo federal. “O presidente Lula tem tido um olhar diferenciado para Pernambuco. Mas não podemos ficar de braços cruzados. Precisamos transformar estes programas em obras e em benefícios para a população. Para isso é fundamental unidade política”, disse o governador Eduardo Campos. A expectativa é de que participem do evento de 1.500 a 2 mil pessoas, entre empresários, políticos e a população de Ipojuca. “No fundo, é um momento histórico, com o surgimento da indústria naval nordestina”, comemorou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho.

SIDERÚRGICA – Bezerra Coelho revelou que o Estado está em disputa com a Bahia e Santa Catarina para abrigar uma siderúrgica de US$ 150 milhões do grupo espanhol Añón, que responde por cerca de 30% do mercado do segmento, naquele país. Segundo ele, executivos da empresa estiveram em Suape na última quarta-feira. “Eles informaram que, entre 30 e 45 dias, estarão tomando a decisão de investimento.”

Na próxima semana, emendou, o governo do Estado fechará a programação de uma viagem para a Espanha, para tratar da negociação de um terminal pesqueiro-logístico para o Porto do Recife e para realizar uma visita ao grupo Añón. A ida do governador ainda está indefinida.

Também na próxima semana, representantes da Gaspetro, outra subsidiária da Petrobras, virão ao Estado para discutir a viabilidade de instalação, em Suape, de um terminal de Gás Natural Liquefeito (GNL).

Mais Notícias da Fenafisco